Implantação do SEI otimiza trâmite de processos da SJDHDS

Organização do fluxo de trabalho, transparência das informações, maior integração entre os órgãos estaduais, efetividade no controle de processos, aumento de produtividade, integridade e redução de custos são benefícios que já estão mostrando resultados com a inserção do Sistema Eletrônico de Informação (SEI) na administração pública estadual.

Com a adoção do sistema, processos e documentos administrativos passarão a ser tramitados exclusivamente por meio eletrônico, tornando todo o procedimento mais moderno, ágil, econômico e sustentável.

Desde janeiro deste ano, a Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS) está em fase de implantação do SEI. Processos como solicitação de serviços, compra de materiais, anexo de documentação, diárias e adiantamentos já estão sendo feitos através do sistema. Além de otimizar e integrar os serviços, o método contribui com a redução do uso de papel nos trâmites internos, especialmente em um momento de contingenciamento financeiro vivido pelo Estado. A expectativa é que, até julho deste ano, o SEI esteja cem por cento implantado em todos os órgãos estaduais.

“É uma medida que está revolucionando e solidificando uma nova cultura para lidar com a tramitação de processos”, pontuou Ruy Gaspar, coordenador de Gestão Organizacional (CGO) e Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) da SJDHDS e um dos responsáveis pela implantação do sistema na Secretaria.

SEI Bahia

O Sistema Eletrônico de Informação é o programa oficial de gestão de processos e documentos administrativos eletrônicos e digitais nos órgãos e entidades do Poder Executivo da Bahia. O Estado é o primeiro do país a implantar o sistema, que foi criado e cedido gratuitamente pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), através de um acordo entre o Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG) e a Secretaria de Administração do Estado da Bahia (Saeb).

Atualmente, o SEI Bahia está na terceira onda (de seis) de implantação e já está funcionando em 66 órgãos públicos e 4 universidades estaduais, contabilizando mais de 12.700 processos e 63 mil documentos abertos no sistema, o que representa uma economia de quase 2 milhões de folhas de papel no Estado. A próxima onda acontecerá no dia 17 de abril e contemplará mais 22 tipos de processo no âmbito digital.

Para saber mais sobre o SEI, clique aqui.